7 Hábitos de crianças felizes

Estive lendo um livro MUITO bom com as crianças, já estamos na releitura.
Chama os sete hábitos das crianças felizes, são sete historinhas onde os personagens passam conceitos q farão das nossas chd adultos mais eficazes – é uma adaptação dos sete hábitos de pessoas eficazes.
Para variar, tenho uma historieta para contar.
Os meninos amaram o livro e todas as noites lemos juntos, sim o Jorginho já está lendo, a despeito do q tem aprendido na escola, lá ele ainda está nas letrinhas de máquina maiúsculas, mas em casa tenho adiantado bastante o seu aprendizado, mas deixemos de lado esse comentário q possivelmente dará outro post.
Então, lemos sobre o hábito de se ter equilíbrio, e o Jorge é bem curioso e aproveito sempre para conversar sobre o q lemos. Na história a personagem só queria ler, não estava empolgada em brincar, correr ou conviver com os amigos. E com a mãe ela aprendeu q é preciso ser uma pessoa equilibrada, temos que dividir nosso dia de forma q não façamos apenas uma coisa o dia inteiro.
Já viu no que deu né?
Na manhã seguinte, o Jorginho acorda e logo liga o Wii, ouço aquela musiquinha nos meus sonhos, penso q virei um mii e estou perdida naquela praça e com muito sono. Logo logo, desperto e percebo q parte do sonho é real,  o Wii estava mesmo ligado, e assim segue o dia, até a hora do almoço, antes q seja condenada, fiz de propósito, queria ver se o Jorginho iria aplicar o conhecimento da noite anterior.
Quando o questionei sobre o equilíbrio no seu dia ele me disse q era uma pessoa equilibrada sim, e era muito feliz do jeito q ele era.
guft
Conversa vai conversa vem, consegui expor para ele q poderia ser prejudicial ficar tanto tempo na frente do wii, e ele me disse,
– Mas mãe, esse video-game não é de ficar parado, veja estou me movimentando, usando o meu corpo.
Ó ceus! pensei, como vou dissuadi-lo da idéia
querem saber?
Não descobri ainda, preciso de mais argumentos para ele se desgrudar do Wii.
Vou implantar horários, e exigir q sejam cumpridos,  e
aí sim, vai dar certo com a ajuda divina, é claro!

Deixe um comentário